» Home
» Busca (notícias)
24/01/2011 - Watchkeeper

ECDIS: o próximo passo

O Sistema Eletrônico de Apresentação de Cartas e Informações (ECDIS) representa o futuro da navegação. Usado corretamente, oferece vantagens substanciais sobre a antiga carta náutica e o lápis: uma contínua plotagem da posição do navio, as advertências sobre os perigos à navegação nas proximidades e, consequentemente, um aumento na segurança. Um grande bônus é a facilidade de correção das cartas, em relação ao necessário processo manual de correção das cartas de papel.

Então, por que há uma certa apreensão com respeito ao Processo, em andamento, que tornará a frota mundial obrigatoriamente equipada com o ECDIS, daqui a seis anos? O que há a temer desse desenvolvimento tecnológico extremamente positivo?

Há uma série de grandes preocupações sobre a adoção de sistemas de cartas eletrônicas. Nada é novo, mas a transição do papel para a eletrônica representa uma grande mudança, que tem implicações importantes para os procedimentos de formação de pessoal e de seu emprego na ponte de comando do navio. Um ECDIS não é algo que pode ser instalado pelo fabricante com algumas poucas palavras tranquilizadoras oferecidas à tripulação. É preciso conhecê-lo e saber operá-lo corretamente.

Talvez o fato de vivermos uma “era do computador”, em que nos acostumamos a usar diariamente esses equipamentos sem qualquer treinamento formal,  propicie uma mentalidade que considera um ECDIS como apenas outro tipo qualquer de equipamento, quando é, para um navegador, uma grande "mudança de rumo".
Mas também ficou claro que, durante o desenvolvimento do ECDIS, não foi dada a importância devida ao estabelecimento de uma apresentação comum e de uma padronização de símbolos e controles. Pode não haver nenhuma grande surpresa, uma vez que radares e equipamentos de navegação estão sujeitos aos mesmos problemas, mas a mudança de um radar para outro é muito menos complexa do que a mudança do papel para cartas eletrônicas.

Assim, a formação de pessoal se torna uma questão muito mais grave. Uma formação "genérica", que apresente ao navegador os princípios do ECDIS, é absolutamente essencial como um precursor para o tipo de formação que irá garantir ao navegador a capacidade de operar o equipamento instalado no navio em que ele ou ela irá navegar. E é o desenvolvimento desta formação que tem sido objeto de debate, num momento em que os equipamentos já estão sendo montados em navios novos e adaptados para os já existentes.

Essa formação também tem implicações no movimento de oficiais dentro de uma empresa, especialmente se diferentes tipos de equipamentos ECDIS estiverem instalados em diversos navios. Os oficiais serão obrigados a passar por períodos de familiarização quando trocarem de navios, tornando-se menos flexíveis para os departamentos de pessoal das empresas. E a adoção obrigatória do ECDIS certamente será acompanhada de um rápido desenvolvimento e melhoria de equipamentos, sendo necessária, provavelmente, uma aplicação constante de cursos de atualização.

Novas implicações deverão ser observadas ao se adquirir um equipamento, pois será necessário verificar se todos os oficiais da empresa estão habilitados a operá-lo. Com o ECDIS, a probabilidade é de que as cartas náuticas nunca estejam desatualizadas, mas a habilidade do operador será sempre o tema da revisão.

Watchkeeper - BIMCO: 12.01.11.
Tradução livre




 



Copyright © Syndarma, 2010.

 

Rua Visconde de Inhaúma, 134 - Grupo 1005 • Centro - Rio de Janeiro - RJ • Brasil - CEP: 20091-901 • Tel: (21) 3232.5600 • Fax: (21) 3232.5619 • e-mail: syndarma@syndarma.org.br

Produzido por Themaz Comunicação.